sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019

🌙 Desert at Dusk..

🔪 The Picturebooks - "The Hands of Time" (2019, Century Media Records)

🌴 Brant Bjork

🍂 Siena Root - "In the Fire" (2019)

Review: ⚡ Birdstone - 'Seer‘ (2019) ⚡

Da cidade francesa de Tours chega-nos a mélica e edénica fragância do jovem power-trio Birdstone com a apresentação do seu incrível álbum de estreia intitulado de ‘Seer’. Lançado hoje mesmo sob a forma digital (via Bandcamp) e nos formatos físicos de CD e vinil (via Bigcartel), este seu primeiro trabalho de longa duração encerra um poderoso, místico, ritualístico e ostentoso Heavy Blues de alma revivalista que me dilatara as pupilas e desenhara um incontrariável sorriso no rosto. Sendo eu um intratável apaixonado por esta tão carismática casta do saudoso e espirituoso Blues, não poderia passar por ‘Seed’ sem que o mesmo me agarrasse pelos colarinhos e cortejasse de forma exuberante. A sua sonoridade harmoniosa, doce, requintada e sedosa – tricotada a uma delicadeza e destreza verdadeiramente enternecedoras – tem o dom de nos inebriar e sublimar com a sua loquacidade sonora. De ouvidos a salivar e alma estacionada num imperturbável estádio de bem-estar, somos passeados e acariciados pelas suas baladas que alternam entre a gentileza e a rudeza, a tranquilidade e o frenesim, o brando e o vigoroso, sem nunca perder a majestosa elegância que norteia e incendeia todo o álbum. São cerca de 44 minutos climatizados e aureolados por uma atraente radiância capaz de persuadir e conquistar o mais frio dos ouvintes. Percam-se na desarmante extravagância exalada por uma guitarra erótica que se enfatiza e envaidece com os seus airosos, dançantes, revigorantes e prazerosos riffs de onde florescem fogosos, deslumbrantes, penetrantes e virtuosos solos, balanceiem o vosso corpo temulento ao ritmo de um magnetizante baixo desenhado e conduzido a linhas influentes, torneadas, onduladas e salientes, destravem a cabeça na empolgante e atordoante perseguição a uma talentosa bateria locomovida a inventivas, dinâmicas, altivas e desembaraçadas acrobacias, e comovam-se com uma charmosa, melificada, lubrificada e portentosa voz que vos perturbará e namorará do primeiro ao derradeiro tema. De destacar e louvar ainda o luxuoso artwork – caprichosamente detalhado pelo afamado duo parisiense Vaderetro – que empresta a esta obra-prima toda uma distinta primazia visual onde o nosso olhar se debruça e deleita. ‘Seer’ é um álbum inteiramente pensado e orquestrado à minha imagem. Um registo desmesuradamente epopeico que me envolvera e intrigara sem a mais pequena moderação. Regresso dele completamente embebido na sua contagiante sumptuosidade e rendido à sua absoluta qualidade. Muito provavelmente o meu álbum favorito hasteado até ao momento ainda curto, mas já muito frutífero ano de 2019. Banhem-se na copiosa grandiosidade transpirada por Birdstone, e testemunhem detida e apaixonadamente esta surpreendente estreia deste recente, mas muito promissor tridente de origem francesa.

Links:
 Facebook
 Bandcamp
 Bigcartel

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

🍁 Dead Meadow - "Everything's Goin' On" (Howls From The Hills, 2001)

☀️ Blue Cheer - "Summertime Blues" (Vincebus Eruptum, 1968)

🌴 Brant Bjork - "Let the Truth be Known" (Saved By Magic, 2005)

Review: ⚡ The Spacious Mind - 'The No. 4 Or 5 Gravy Band‘ (2019) ⚡

É ainda de lucidez embaciada, corpo anestesiado e alma transviada pelas profundezas do Cosmos sideral que vos escrevo estas palavras na intensa e duradoura ressaca em mim deixada pelo ‘The No. 4 Or 5 Gravy Band’, o novo álbum dos históricos eremitas suecos The Spacious Mind. Lançado no passado dia 11 de Fevereiro através do selo discográfico brasileiro Essence Music no formato físico de vinil (repartido em três edição muito apelativas e ultra-limitadas a 100 cópias disponíveis cada), este novo capítulo da fabulosa odisseia principiada por estes astronautas nórdicos já no inicio dos anos 90 vem saturado e perfumado de uma absorvente e deslumbrante lisergia fielmente extraída da atmosfera vivida na californiana cidade de São Francisco durante a segunda metade dos anos 60. Climatizado e oxigenado por uma mística ambiência sonora – de onde sobressai um meditativo, envolvente e lenitivo Krautrock, um outonal, plácido e estival Acid Folk, um viajante, alienígena e intrigante Space Rock, e ainda um fascinante, agradável e narcotizante Psych Rock de natureza revivalista – este ‘The No. 4 Or 5 Gravy Band’ tem a capacidade de prender, relaxar, embevecer e desancorar a consciência do ouvinte num vertiginoso mergulho espacial pelo imenso negrume do Cosmos sonolento. Sintam-se transcender por entre astros solitários e estrelas desfalecidas, numa melancólica e morfínica digressão espiritual que vos massajará o cerebelo e embriagará os sentidos. Aprisionados e encantados por esta sublime atmosfera Pink Floyd’eana de cadência repetitiva e essência epicurista, somos canalizados numa labiríntica hipnose que nos escoa de encontro ao transe religioso. Inalem todo este êxtase onírico à arrebatadora boleia de duas guitarras estelares que se exteriorizam em desarmantes, melódicos e comoventes acordes, e se enlouquecem em solos alucinados, efervescentes, extravagantes e desgovernados, um baixo magnetizante de linhas pulsantes, fluídas e dançantes, uma bateria tribalista de ritmicidade estável e afável, e um enfeitiçante teclado de inquietantes, enigmáticos e delirantes bailados. Este novo álbum de The Spacious Mind encerra um religioso e misterioso ritual de propriedades terapêuticas que nos repousa e flutua pela infinidade de um bonançoso oceano de letargia. São cerca de 40 minutos – distribuídos por três temas – norteados por um culto messiânico que nos conduz ao oásis espiritual. Recostem-se confortavelmente, tombem o semblante e deixem-se induzir pelo imaculado nirvana que este ‘The No. 4 Or 5 Gravy Band’ irradia. Não é fácil emergir desta doce inércia e reaver a lucidez que nos fora vertida ao longo de toda esta adorável e paradisíaca liturgia.

Links:
 Bandcamp
 Essence Music

📀 The Murlocs - 'Manic Candid Episode' (22-03-2019, Flightless Records)

❄️ Arctic (Live, 2016)


terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

🕊 Neil Young // Gibson Les Paul

✨ Francis Tobolsky // Wucan

📸 Burning Moon

🎖 Heavy 71st Birthday Tony Iommi!

📀 Duel - 'Valley of Shadows' (17-05-2019, Heavy Psych Sounds)

★ 1975 Rickenbacker 4001 "Mapleglo" ★

💙 Pappo's Blues - "Pájaro Metálico" (Vol.3, 1972)